BLOG - Fale com stevens fraga

Stevens Fraga - Coaching Financeiro - Cientista Contábil, Especialista em Direito Tributário, Especialista em Marketing

Você tem caído na armadilha do cartão de crédito?

cartao de credito

Você tem caído na armadilha do cartão de crédito?

Chegou a hora de falar desse instrumento de crédito que tem se transformado no pesadelo de muitas pessoas, o cartão de crédito. O cartão de crédito está sempreno topo do ranking de reclamações, as pessoas costumam se enrolar nas regras da contratação do serviço, outros abusam do poder do crédito que está em suas mãos, mas no final o resultado é o mesmo, uma dívida gigantesca que tem um efeito de bola de neve se transformando numa verdadeira avalanche.
Minha missão será de explicar a estratégia para o bom uso do cartão de crédito e as características que você não pode negligenciar nesse produto comercial.
Quero começar dando minha opinião para esse produto, para mim o crédito deve ser usado para adquirir bens de consumo o quais você necessita, mas não pode pagar de modo imediato, até ai tudo bem, todos sabem disso, mas por que algumas pessoas utilizam a função crédito dos seus cartões para os mais diversos tipos de compra? Vejo pessoas utilizando o cartão para fazer as compras do mercado, pagar um jantar em restaurante, encher o tanque do carro e etc. Há algo de errado nisso! Essas compras corriqueiras já deviam estar programadas em seu orçamento pessoal porque são despesas que se repetem todo mês, se não temos condições de pagar à vista ou na função débito, temos que rever nosso orçamento. Fico imaginando a fatura do cartão de crédito dessas pessoas, não devem ter noção de que consumiram todas aquelas coisas que estão listadas na fatura, isso gera um descontrole.
Algo que quero alertar aqui é sobre os custos do cartão de crédito, segundo o Banco Central do Brasil as tarifas que podem ser cobradas são basicamente cinco, que são consideradas serviço essencial: anuidade, emissão de segunda via do cartão, pelo seu uso no saque em espécie, pelo seu uso para pagamento de contas (por exemplo, faturas e boletos de cobranças de produtos e serviços) e no pedido de avaliação emergencial do limite de crédito. Em alguns casos, há também a contratação de seguros que são cobrados nas faturas, então é bom se informar com sua operadora.
Fora essas tarifas que podem ser cobradas nesses casos, algo que devemos evitar a todo custo, é o que chamo de operações de financiamento, mas o que é isso? Existe algumas opções no uso do cartão de crédito que praticamente fazemos uma operação financeira e o resultado disso é o pagamento de juros e impostos, os casos clássicos são o pagamento mínimo da fatura e o parcelamento da fatura, esses dois são as maiores armadinhas, por algo muito simples, a taxa de juros para financiar essas operações é altíssima! Esse ano a taxa de juros do cartão de crédito chegou a mais de 400% a.a segundo o Banco Central.
Minhas dicas para o uso do cartão de crédito são: use apenas se realmente precisar comprar um bem indispensável no momento, destine um percentual da sua renda para compras a prazo, sugiro algo em torno de 15% no máximo, caso realmente precise utilizar o crédito. Negocie periodicamente o valor da anuidade do seu cartão de crédito, acredite funciona, sou prova viva disso, se negociar eles baixam o valor ou até deixam de cobrar. Não tenha muitos cartões, geralmente nós não precisamos de mais de um e por ultimo fique atento a todas as armadilhas que citei anteriormente. O crédito deve ser nosso aliado e não nosso inimigo.
Vinícius Ferro – Educador Financeiro

 

Busca

Anúncio

Anuncio

Mídias Sociais como Estratégia de Vendas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto:
Topo