BLOG - Fale com stevens fraga

Stevens Fraga - Coaching Financeiro - Cientista Contábil, Especialista em Direito Tributário, Especialista em Marketing

Entenda por que as empresas quebram e como evitar isso

Entenda por que as empresas quebram e como evitar isso

Muitas pessoas que efetuaram o saque do FGTS após a liberação do governo buscaram investir esse dinheiro no próprio negócio. Mas são várias as dúvidas que surgem a partir dessa decisão. A principal delas é: por que as empresas quebram?

A taxa de mortalidade das organizações brasileiras é muito alta devido a uma série de fatores. Se você quer empreender mas não está disposto a cometer erros graves, continue a leitura deste post!

Falta de planejamento

Muitas pessoas iniciam seu negócio levando em consideração apenas a experiência profissional no ramo, a tendência do mercado ou seus gostos pessoais. O problema é que a maioria esquece o planejamento, que é algo vital para o empreendimento.

Segundo uma pesquisa do Sebrae, em 2013 mais da metade dos empresários não realizaram esse planejamento. Entre os erros mais comuns estão: não procurar ajuda profissional (61%), não planejar sua ausência (55%) e falta do plano de negócios (55%).

É essa preparação que permitirá a identificação dos pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças que a empresa poderá enfrentar. O planejamento também serve de base para a elaboração do plano de ação em uma fase inicial.

Negligência nas finanças

Esse é um dos erros mais graves cometidos pelos empresários, pois a falta de planejamento e o acúmulo de dívidas impede que o negócio arque com os compromissos financeiros com os fornecedores, funcionários e terceiros.

Outra falha comum é misturar o capital do dono com o da companhia, impedindo que ocorra uma mensuração correta dos gastos e de receitas do período. A dica aqui é manter uma retirada mensal já prevista para cada sócio — 6% sobre o lucro, por exemplo.

Ainda segundo a pesquisa do Sebrae, 42% dos novos empreendimentos não realizam o cálculo do nível de vendas para o período, ou seja, não quantificam qual é a venda ideal para cobrir os gastos do período e qual é o lucro pretendido.

Ausência de inovação

Em um mercado tão competitivo, o comportamento do empreendedor acaba sendo determinante para o sucesso de uma empresa. Aquele que se acomoda certamente terá sua assinatura no óbito do negócio.

Segundo um levantamento de Causa Mortis, também do Sebrae, o principal fator de sobrevivência no mercado é a diferenciação dos serviços ou produtos — e essa inovação deve ocorrer conforme a estratégia do negócio.

Além de investir em novidades, a empresa também deve se atentar à divulgação do novo produto. De nada adianta inovar na mercadoria certa se o cliente não sabe o que você vende!

Não realizam a gestão de pessoas

Gerir uma equipe não se resume em delegar tarefas e realizar o pagamento no final do mês. O problema é que grande parte dos novos empreendedores acredita que isso é o suficiente e esquece que são as pessoas que vão vender a imagem da empresa.

Saber motivar, corrigir, recrutar, contratar, avaliar o desempenho, treinar e desenvolver funcionários são atividades obrigatórias para qualquer dono de negócio.

Por ser muito comum a centralização das funções em micro e pequenas empresas, o gestor acaba ficando sobrecarregado. Isso faz com que ele priorize ações que resultem em lucro e se esqueça dos recursos humanos.


Ainda tem dúvidas ou conhece outros motivos que expliquem por que as empresas quebram? Então deixe um comentário e compartilhe com a gente sua experiência no assunto!

Stevens Fraga

Fraga Contabilidade

Vila Velha ES

Busca

Anúncio

Anuncio

Mídias Sociais como Estratégia de Vendas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto:
Topo