BLOG - Fale com stevens fraga

Stevens Fraga - Coaching Financeiro - Cientista Contábil, Especialista em Direito Tributário, Especialista em Marketing

Crise ano 2015 – Verdade ou especulações ?

 

Crise ano 2015 – Verdade ou especulações ?

recebo perguntas freqüentes como:

“Porque minha empresa não esta vendendo?”

“Estamos em crise!”  “nossa que paradeira!” ” O comercio não está bom!”

Afinal estamos em crise? vamos fazer uma pequena pesquisa no google Trends abaixo:

crise 2015

Fazendo uma pesquisa pelo google TRENDS, podemos verificar um FATO, pesquisa referente a baixas de empresas nos ultimo 12 meses deve um aumento considerável comparado ao ano 2013 e 2014 no Gráfico Vermelho e amarelo.

Afinal o que é google TRENDS?

Google Trends é uma ferramenta do Google que mostra os mais populares termos buscados em um passado recente.

A ferramenta apresenta gráficos com a frequência em que um termo particular é procurado em várias regiões do mundo, e em vários idiomas. O eixo horizontal do gráfico representa tempo (a partir de algum tempo em 2004), e o vertical é com que frequência é procurado um termo, globalmente. Abaixo do gráfico principal, a popularidade é dividida por países, regiões, cidades e linguagem. Também permite ao usuário comparar o volume de procuras entre duas ou mais condições. Notícias relacionadas aos termos buscados são mostradas ao lado e relacionadas com o gráfico, apresentando possíveis motivos para um aumento ou diminuição do volume de buscas. A Grosso modo Funciona como IBGE so que em tempo Real. Voltando …

O que me despertou essa pesquisa, foi o fato de tanto se falar em crise, será que é especulações  ou é um fato? passando pela cidade de Vila Velha – ES no Polo na gloria, podemos verificar aproximadamente, 50 lojas fechadas, e um movimento muito reduzido comparado a outras épocas,  o desemprego teve um grande aumento no ultimo 12 meses, podemos fazer essa comparação abaixo:

desemprego em 2015

o Gráfico azul representa os últimos 12 meses, o aumento do desemprego tem so aumentado desde janeiro de 2015.

A volta da inflação será a marca da crise de 2015

 

Um dos principais impactos da crise econômica de 2015 sobre a vida das pessoas e negócios das empresas será a retomada da inflação em um ritmo acelerado, principalmente no primeiro semestre. A inflação já está ai há muito tempo e vem sendo tratada com leniência e maquiada através de artifícios contábeis que não se sustentarão por muito tempo.

Após as eleições, independentemente de quem venha a ganhar, preços básicos da economia, como luz e combustíveis precisarão sofrer um reajuste monstruoso para compensar os reajustes que não foram dados para conter de forma artificial os índices inflacionários atuais. É o “tarifaço” que vem sendo comentado por candidatos e dado como certo por analista econômicos.

O resultado disso será um gigantesco salto na inflação com todas as consequências nefastas que isso pode trazer, como perda real do poder aquisitivo dos salários e sérios problemas para a cadeia produtiva nacional.

Restrição de crédito

As empresas sofrerão bastante com os efeitos da crise econômica de 2015, principalmente aquelas que dependem de crédito abundante para manutenção dos seus negócios. Por uma questão de coerência econômica, diretriz que rege as decisões do mercado financeiro, ao contrário do que acontece na equipe econômica atual, os bancos deverão reduzir suas linhas de crédito, tanto a pessoas físicas quanto jurídicas.

Com a instabilidade na economia, o risco de inadimplência cresce e isso faz com que imediatamente os bancos aumentem a rigidez das suas condições para concessão de crédito. O resultado será um cenário muito mais difícil para se obter financiamento nas instituições privadas.

Como os bancos públicos estarão na mesma situação, e até mesmo, por imposições regulatórias, também não terão como evitar a redução de crédito, fazendo assim com que a obtenção de empréstimos se transforme em um desafio a mais para as empresas neste momento de crise.

Como o empreendedor deve se preparar para crise?

Para os empreendedores, a melhor recomendação é que se preparem para tempos difíceis. Não estou falando de desespero e desânimo, pois ao contrário do que muita gente imagina, momentos de crise podem ser épocas de grandes oportunidades de negócios. O Barão de Rothschild dizia que o melhor momento para ganhar dinheiro é quando o sangue corre nas ruas.

Talvez seja o momento de retardar alguns investimentos, adiar decisões estratégicas que envolvam expansão de negócios onerosas e esperar para que se tenha uma visão melhor do que está para vir por ai. É certo que o Brasil não vai parar, mas certamente observaremos uma redução do nível de atividade econômica maior ainda do que a que já estamos sentindo nos últimos meses.

Stevens Fraga

Fraga Contabilidade

Vila Velha ES

 

 

 

Busca

ALTERAÇÕES DO SIMPLES NACIONAL PARA 2018

DE R$ 100,00 por R$ 49,90

Anúncio

Anuncio

%d blogueiros gostam disto:
Topo