BLOG - Fale com stevens fraga

Stevens Fraga - Coaching Financeiro - Cientista Contábil, Especialista em Direito Tributário, Especialista em Marketing

Como Calcular O PIS 2015 – Novas Regras

Como Calcular O PIS 2015 – Novas Regras

Para calcular o PIS 2015 algumas variáveis mudaram, neste artigo vamos explicar como ficará o calculo do PIS 2015 com as novas regras adotadas pelo pelo governo federal. O cálculo vale também para o PASEP.
O abono salarial do PIS é um programa de transferência de renda a que tem direito milhões de brasileiros que recebem até dois salários mínimos, esta é uma condição básica para ter direito ao beneficio PIS/PASEP.

nova regra do pis

Se antes já haviam dúvidas referentes a como calcular o PIS, agora as dúvidas aumentarão, mas vamos esclarecer da melhor forma possível o calculo com as mudanças do PIS 2015.
Calcular o PIS 2015

Novas Regras PIS 2015

Em dezembro de 2014, o governo federal adotou novas regras para o PIS 2015, isso vai afetar muitos trabalhadores, muitos deixarão de receber o PIS, pois não estará mais enquadrado conforme a nova lei.

Regras Antigas
Para ter direito a receber um salario minimo de abono, o trabalhador teria que trabalhador um mês com carteira assinada no ano-base (2014), recebendo até dois salários mínimos, alem dos outros requisitos para ter direito ao PIS

Novas Regras PIS 2015

Para ter direito ao PIS 2015 o trabalhador deverá trabalhar por 3 meses ininterruptos no ano base;
O valor do abono salarial será de no máximo um salário mínimo, e o calculo será proporcional ao tempo trabalhado, como acontece com o 13º terceiro salário.
Calendário do PIS 2015
Como Calcular O PIS 2015 – Novas Regras
Vamos aprender como calcular o PIS 2015 com as novas regras que começaram a valer a partir de agosto de 2015. Mas o impacto será mesmo no PIS 2016, pois o trabalhador que adquiriu o direito de ter trabalhado em 2014 continua valendo a regra antiga.

O Cálculo do PIS 2015 será feito conforme remuneração media mensal de até dois salários mínimos.
Vamos ao exemplo 1 – 12 meses de trabalho

O Trabalhador Carlos recebeu 788,00 durante os 12 meses de trabalho.
O calulo é feito pela média, então vamos dividir o salário pela quantidade de meses trabalhados e depois multiplicar pelos meses trabalhados também:

Fórmula abono salarial

Salário x meses trabalhados / meses trabalhados = 788×12/12

Média de salário = R$ 9.456 / 12
Média de salário = R$ 788,00

Vamos agora saber quanto ele vai receber de abono salarial. Já que ele trabalhou por 12 meses, Carlos terá direito ao abono integral, no valor de um salário mínimo.

Exemplo 2 – 6 meses de trabalho
O trabalhador João trabalhou 6 meses e recebeu em cada mês valores variáveis:

mês 1 = R$ 788,00
mês 2 = R$ 788,00
mês 3 = R$ 820,00
mês 4 = R$ 850,00
mês 5 = R$ 850,00
mês 6 = R$ 900,00
Salario Total = R$ 4,996,00

Vamos primeiro saber qual a remuneração media mensal de João:

Remuneração média = Salario Total/ meses trabalhados
Remuneração média = R$ 4.996,00 / 6
Remuneração média = R$ 832,66

Neste caso João tem direito ao abono, pois ele recebeu até dois salários mínimos de remuneração média mensal.

Agora vamos saber o quanto ele vai receber de pagamento do PIS PASEP.

Como João trabalhou 6 meses ele terá direito ao valor proporcional ao meses trabalhados.

O Calculo do PIS para quem trabalhou 6 meses é de igual ao salário base multiplicado por seis doze avos

R$ 788,00 x 6/12 = R$ 394,00

João irá receber de abono salarial do PIS por 6 meses trabalhados R$ 394,00.

calendariodopis2015

Busca

REFORMA TRABALHISTA – Workshop gratuito

Anúncio

Anuncio

%d blogueiros gostam disto: