BLOG - Fale com stevens fraga

Stevens Fraga - Coaching Financeiro - Cientista Contábil, Especialista em Direito Tributário, Especialista em Marketing

3 dicas para ficar atento e evitar a inadimplência

3 dicas para ficar atento e evitar a inadimplência

A inadimplência é um problema que há muito tempo assombra o brasileiro. São 61 milhões de consumidores inadimplentes, segundo pesquisa feita pelo Serasa Experian.

E não para por aí, as empresas também sofrem com esse problema. Segundo a mesma pesquisa, 5,1 milhões de empreendimentos inadimplentes. Números bem altos e que mostram que é mais do que necessário evitar a inadimplência.

Por isso, separamos algumas dicas para que você possa evitá-la. Acompanhe!

Por que ficar inadimplente é tão ruim?

Se você possui uma empresa, sabe que dívidas acontecem. Seja porque é necessário pagar uma conta ou porque precisa investir para aumentar a produção e melhorar o maquinário.

O grande problema é quando o empresário começa a perder o controle e passa a entrar no que nós chamamos de bola de neve, ao contrair mais dívidas e não conseguir quitá-las.

Além do mal-estar de ficar como mal pagador, ele pode ter o seu crédito restringido, perder pontos no score (o que dificulta bastante para conseguir empréstimos ou financiamentos) e em último caso: quebrar.

Qual é a diferença entre inadimplência e dívida?

Vamos admitir que é bem comum essa confusão entre os significados de endividado e inadimplente. Afinal, as duas palavras estão relacionadas à mesma situação, contudo, há diferenças. Primeiro que o endividado é o indivíduo que assume uma dívida e tem condições para pagá-la.

Um exemplo disso é quando se faz um empréstimo ou se usa o cartão de crédito: o compromisso de pagar essa despesa com a instituição é assumido, já prevendo que poderá quitá-la. Mesmo que seja a prazo, ela não prejudica suas finanças, pois estão sob controle.

Já o inadimplente é aquele que possui muitas dívidas e as acumula mais, sem condições de pagá-las. Ele não tem controle de suas despesas e não possui capacidade de honrar com o seu compromisso. No final das contas, acaba com o “nome sujo”.

Como evitar a inadimplência?

Bem, agora que você entendeu qual a diferença entre estar endividado e inadimplente, vamos saber como evitar a temida inadimplência. Confira!

1. Conheça suas despesas e receitas

Saber a situação do caixa é a base para manter uma empresa. É impossível gerir um empreendimento sem ter a noção de quanto se gera de lucro e quais são os custos.

São dezenas de exemplos do que pode dar errado, como gastar mais do que se tem em uma compra ou mesmo desembolsar uma quantia que seria para investir no empreendimento.

Para começar, procure durante um mês anotar todos os lucros e as despesas. Sabendo as entradas e saídas do seu negócio é muito mais fácil programar-se e acertar nas decisões de investimentos e novas compras.

2. Tenha um bom planejamento

Assim que você souber as suas despesas, o próximo passo é determinar quais são os seus gastos fixos e os variáveis: dois pontos importantíssimos para começar um bom planejamento.

Os fixos são os pagos todos os meses, como água, luz, internet, telefone, entre outros. Já os variáveis são os imprevisíveis, mas podem aparecer e, em alguns casos, duram mais do que um mês.

Ao conhecer a base do planejamento, o empresário já poderá prever esses gastos e separar a receita correta para cada um. Além de saber o quanto sobrará e pode ser aproveitado para outros investimentos

3. Saiba lidar com a inadimplência de seus clientes

Até agora estamos falando da possibilidade de você ser o inadimplente, mas é importante contar com a ideia de que os seus clientes também podem ter problemas com as contas.

Conte com a possibilidade de que alguns dos seus clientes podem não conseguir pagar as compras feitas no seu empreendimento. Por isso, cuidado com a concessão de vendas parceladas, não deixe que seu caixa fique comprometido.

Preste atenção nos hábitos de pagamento de seus clientes. Eles podem até ter sempre razão, mas tenha em mente que se não tomar cuidado, isso pode te prejudicar ao ponto de você mesmo ficar inadimplente.

Não se esqueça: atenção com os gastos e sempre que possível faça uma reserva para cobrir as situações inesperadas.

Gostou deste post? Então curta a nossa página no Facebook para ficar por dentro de mais dicas como estas!

Fraga Contabilidade

Stevens Fraga

Vila Velha ES

Busca

ALTERAÇÕES DO SIMPLES NACIONAL PARA 2018

DE R$ 100,00 por R$ 49,90

Anúncio

Anuncio

%d blogueiros gostam disto: